Howard Weiss e Heloisa Akemi garantem pódios para o Slalom do Brasil no 25 Cone World Series

Publicado em: 30/01/2024 17:15

Howard Weiss e Heloisa Akemi garantem pódios para o Slalom do Brasil no 25 Cone World Series

O Slalom do Brasil fechou a quarta etapa da temporada 2023/2024 do 25 Cone World Series com dois representantes no pódio. Howard Weiss ficou com o terceiro lugar da categoria Open e se sagrou campeão da Amador Geral (a partir de 15 anos). Entre as mulheres, Heloisa Akemi garantiu a segunda posição da categoria Amador (18 a 44 anos) e foi a terceira na Amador Geral (a partir de 15 anos). Realizado em um total de nove cidades ao redor do mundo, as disputas em solo brasileiro tiveram São Paulo como palco. Em todas as localidades, o evento aconteceu no último final de semana (27 e 28).

"A vida em São Paulo é frenética, eu sou professor de Yoga e Skatista, cruzo a cidade todos os dias remando e pumpeando, com os meus cones na mochila, sobrou meia hora? É essa meia hora que salva, faço minha sessão e segue a vida. O dia do evento foi assim, tinha aula pra dar, cheguei no pico cedão, montei a pista, limpei a praça, deixei tudo no jeito pra galera que chegaria mais tarde. Fiz meus tempos no modo 'Meia hora que sobra, meia hora que salva' de todos os dias e fui trampar. Eu terminando os meus tempos e a galera chegando. Domingão bonito de sol, família skateboard se reunindo. Fui dar minha aula ali na praça só admirando a galera andando, se divertindo. Eu ali torcendo em silêncio feliz da vida em ver a galera feliz da vida. No final, aquelas coisas que a gente treina pra rolar, mas nunca espera de fato, terceiro melhor tempo do mundo e campeão da amador. Nada mal pra um domingo de trampo! Né não?!", destaca Howard Weiss.

No masculino, a categoria Open teve o japonês Ryusei Nishitani com o primeiro lugar e o ucraniano Stas Myronenko foi o segundo. Entre os amadores, o pódio ainda teve o japonês Soujiro Tsukamoto na segunda posição e o norte-americano Jeff Minx em terceiro.

Entre as amadoras (18 a 44 anos), a norte-americana Judi Oyama ficou com o título e a australiana Imogen McMillan foi a terceira. Considerando o panorama geral das amadoras (a partir dos 15 anos), as norte-americanas Leiola Kahaku e Judi Oyama ficaram com a primeira e a segunda posição, respectivamente.

"Eu ando de skate há mais de 25 anos. Sempre estive envolvida em modalidades da ladeira, como Downhill, Longboard e Freeride. Junto com atletas como Indião, Bruno Brown, Sergio Yuppie, Per Canguru, Fabiano Bulgarelli e Eduardo Fujihara, fizemos a primeira leva do retorno do Slalom no Brasil, no início dos anos 2000. Em 2007, fui convidada a correr meu primeiro campeonato de Slalom, na Ladeira da Harmonia, na Vila Madalena, do lado do Beco do Batman. Foi onde eu me encontrei no skate, na modalidade que é uma briga contra o tempo, técnica e concentração. De lá pra cá corri quase todos. Tive que me afastar um pouco por conta de coisas da vida, responsabilidades, enfim. Colei no pico sem pretensão de nada. Só pela vontade de fazer parte de tudo isso. Acabei ficando em segundo lugar na categoria Amador. Isso me deixou muito feliz e motivada a treinar de novo e tentar me manter entre as top 5 do mundo. Não posso deixar de agradecer ao rider Dery Sprovieri, que é meu mestre e sempre botou pilha na minha evolução, e ao respeito de todos os meninos com várias palavras de incentivo. Espero poder continuar incentivando outras garotas a andarem e provar que a gente também pode fazer a mesma coisa que os meninos. Estou feliz que algumas meninas estão mostrando interesse pela modalidade", completa Heloisa Akemi.

O Slalom brasileiro ainda foi representado por Rogério Nogueira, Fabiano Bulgarelli, Diogenes Tocha Siqueira, Marcos Defferrari, Eduardo Fujihara, Vitor Brites Lopes e Marina Nobrega. A colocação de cada skatista por categoria pode ser consultada no site do evento (clique aqui para acessar).

O ISSA - 25 Cone World Series é um evento promovido pela Associação Internacional de Slalom Skateboarding e que nasceu durante a pandemia do Covid-19 com a intenção de manter os skatistas em isolamento durante 2020 e 2021. Cada etapa é disputada em diversos locais ao redor do mundo, com cada país realizando as tomadas de tempo dos skatistas participantes.

A quarta etapa da temporada 2023/2024 foi realizada em um total de nove cidades ao redor do mundo: Austin (EUA), Camberra (AUS), Estocolmo (SUE), Milão (ITA), San Diego (EUA), Santa Cruz (EUA), São Paulo (BRA), Stuttgart (ALE) e Yokohama (JAP).

ISSA - 25 Cone World Series - formato de disputa
Nas disputas do ISSA - 25 Cone World Series, cada skatista percorre dois circuitos compostos por sensor de largada, cones e sensor de chegada. O percurso deve ser plano, sem inclinação, e com superfície adequada para a prática do esporte.

Os circuitos têm que ser percorridos em ambos os sentidos (ida e volta). Cada skatista tem direito de cronometrar 3 idas e 3 voltas de cada um dos dois circuitos. São selecionados os melhores tempos de cada trajeto.

Os dois melhores tempos (ida em menor tempo e volta mais rápida) são somados e o resultado é dividido por 2. Assim, obtém-se o resultado final de cada skatista.

A penalidade por cone derrubado é de 0,1 segundo - limite de 9 cones.

Leia Mais


Patrocínio

FAM
Canon

A Confederação Brasileira de Skateboarding


Avenida Paulista, nº 1.313 sala 1.010
São Paulo, SP / Brasil

Atendimento de segunda a sexta,
das 10 às 12h e das 14 às 18h.

(11) 32851239.

    FILIADOS - ENTRARFILIE-SE

    Precisa de ajuda? Baixe o tutorial de acesso!

    Cadastro de Responsável

    responsável

    Sistema e Tecnologia